Coluna

A coluna vertebral é formada por 33 vértebras: sete cervicais, doze torácicas, cinco lombares, cinco sacrais e quatro coccígeas, diferenciadas entre si por características próprias.

A coluna tem como principal característica a flexibilidade, já que as vértebras são móveis entre si. A estabilidade é conferida principalmente pelas estruturas ligamentares e osteomusculares.

As principais funções da coluna são a proteção da medula espinal, movimentação e marcha, manutenção da postura ereta, suporte do peso corporal e a conexão entre o occípito e o sacro.

São quatro as curvaturas fisiológicas: lordose cervical, cifose torácica, lordose lombar e cifose sacral. Essas curvas neutralizam-se, possibilitando o equilíbrio da coluna.

As curvaturas são importantes para a distribuição do peso, evitando sobrecarregar áreas específicas do corpo e distribuindo as forças compressivas.

 

Biomecânica da Coluna Vertebral

A coluna vertebral desempenha um importante papel na biomecânica. Durante a realização de qualquer movimento com um membro superior ou inferior, a coluna participa fornecendo estabilidade e magnificação a este movimento.

A movimentação da coluna é um somatório de todos os pequenos movimentos entre os corpos vertebrais, sendo que cada um realiza seis tipos de movimentos: deslizar para frente e para trás no plano sagital, inclinar-se para frente e para trás em torno de um eixo frontal, deslizar lateralmente no plano frontal, inclinação lateral no plano frontal, distender e comprimir no eixo horizontal da coluna, rotação axial.

Um exame adequado da coluna deve observar anormalidades no movimento e relacioná-las primariamente aos sinais e sintomas do paciente e, secundariamente, ao que seria esperado desse indivíduo de acordo com idade, sexo, raça e biótipo, além do que é necessário para um bom desempenho durante a atividade habitual e esportiva.

 

Dores da Coluna

As dores da coluna são extremamente frequentes na população geral, quer seja sedentária ou praticante de atividade física. De tal forma que, é a segunda dor mais frequente que acomete as pessoas, só perdendo em incidência para as dores de cabeça.

Esportes que têm com característica o uso intenso dos membros superiores, como o tênis, apresentam abordagem e incidência de patologias completamente diferentes dos esportes com predomínio de utilização dos membros inferiores, como o futebol. Por esta razão, o estudo da coluna vertebral no esporte inicia-se pela análise das características do esporte praticado.

Uma boa história associada ao exame físico e o conhecimento da patologia da coluna são a chave para o bom entendimento do paciente. Exames complementares, como radiografia, tomografia ou ressonância magnética, mostram apenas a topografia e a anatomia das doenças, não tendo valor isolado. A propedêutica faz a correlação e o diagnóstico.

Nossos endereços

Sede – Paraíso

Rua Sampaio Viana, 202 • cj 65/66 • Paraíso
São Paulo • SP • 04004-000
t: +55 11 3885 3314
t: +55 11 3885 6592
email: clinica@nucleocortelazo.com.br

Unidade – Morumbi

Hospital Israelita Albert Einstein
Av. Albert Einstein, 627/701 • Bloco A, Sala 305
Morumbi • São Paulo • SP • 05652-900
t: +55 11 3885 3314
t: +55 11 3885 6592